Objetivo é contribuir para o monitoramento sanitário e a transparência das informações sobre a vacinação da comunidade escolar, inclusive dos alunos

Com o retorno às aulas presenciais nas redes pública e privada a partir deste mês, as escolas brasileiras estão às voltas com novos protocolos de segurança para garantir o bem-estar de alunos, professores e funcionários frente à nova onda de contaminação por Covid-19, Ômicron e Influenza. Principalmente de crianças, que começaram a receber a primeira dose da vacina recentemente.

Focado em contribuir para a segurança relacionada à saúde nessa volta às aulas, o aplicativo de logística School Guardian – que controla e organiza a entrada e saída de alunos nas instituições de ensino desde 2013 – desenvolveu uma nova função: rastrear casos de Covid-19, a partir do registo do certificado de vacinação de professores, funcionários e, agora também, dos alunos, sejam eles adolescentes ou crianças. Dessa forma, diminui-se a exposição da comunidade escolar a possíveis casos dos vírus, a escola consegue ter maior controle sanitário e fazer o mapeamento dessas informações de forma mais ágil.

“A funcionalidade no app School Guardian consegue aumentar tanto o controle sobre a vacinação bem como a segurança para toda a comunidade escolar”, explica Marianne Vital, Co-CEO do app School Guardian. A startup já havia desenvolvido novas funções em 2020, como a autodeclaração de sintomas da Covid-19, que funciona assim: antes de levar o aluno para a escola, os pais ou responsáveis acessam o aplicativo e respondem a algumas questões importantes para identificar o estado de saúde das crianças e adolescentes, se apresentam febre ou outros sintomas da doença.

Atualmente, a School Guardian, que é aportada pelo Bossanova Investimentos, atende a 400 instituições de ensino em todo o país, distribuídas por mais de 20 estados. Além disso, já atravessou as fronteiras brasileiras: há usuários no Uruguai, Paraguai, Canadá e Estados Unidos. Mais de 200 mil alunos, pais ou responsáveis utilizam o aplicativo, disponível para Android e iOS.

“Não tem lugar mais seguro no mundo do que uma escola”, afirma o CEO e co-fundador da startup, Leo Gmeiner. “Para ajudar as instituições de ensino, nosso app, permite gerenciamento logístico da escola integrado às questões de saúde, controle de aglomeração e rastreamento de contato”, diz o executivo.

Sobre a School Guardian

Pioneiro no mundo, o aplicativo foi idealizado e desenvolvido em 2013, por Leo Gmeiner. Ele identificou um método que permite reduzir o tempo investido na rotina diária de levar e buscar as crianças na escola, ajudando a organizar o fluxo na entrada e na saída. Fator ainda mais importante é a possibilidade de aumentar a segurança para alunos e pais nesses momentos. A ferramenta é comercializada para as instituições de ensino.

APP School Guardian mapeia registros de vacinação contra Covid-19 com foco no retorno das aulas presenciais

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.