Polen vence a primeira edição do Conecta Caldeira

Polen vence a primeira edição do Conecta Caldeira

A startup Polen, que faz parte do portfólio da Bossa Nova Investimentos, foi campeã da primeira edição do Conecta Caldeira – Especial Fintech, programa tem como objetivo aproximar startups com empresas fundadoras do Instituto Caldeira. A empresa foi ganhadora junto com a NeuralMind.

As startups sofreram um empate técnico, pois ambas empresas tiveram uma alta pontuação na avaliação do projeto e, além das conexões geradas, receberão créditos para ocupar espaços no Instituto Caldeira em 2021.

O projeto teve 53 startups participantes, sendo cinco de Israel, com a missão de apresentar soluções da área financeira para ajudar a resolver desafios de cinco players, todos fundadores do Instituto Caldeira: Agibank, Sicredi, Banrisul, Banco Topázio e Saque Pague. Entre as temáticas para as quais as startups deveriam apresentar soluções estavam: Gestão e Operação Interna, Produtos e Serviços Financeiros, Crédito e Microcrédito, Relacionamento com o Cliente e Iniciativas de Impacto Social. A Semente Negócios foi a parceira da iniciativa.

A fintech curitibana usa a tecnologia para descomplicar iniciativas de impacto social, conectando empresas a mais de 300 ONGs cadastradas. A startup trabalha na automatização processos e relatórios, a empresa deixa o processo de doação menos burocrático e permite que as empresas possam focar no que realmente importa: mudar vidas. Entre os serviços oferecidos pelo Polen, chama a atenção o “troco solidário automatizado”, que já tem a adesão de e-commerces da plataforma loja Integrada. A solução viabiliza o arredondamento do valor das compras realizadas em e-commerces e, em breve, estará disponível também para sistemas de lojas físicas. Essa automatização facilita inclusive a declaração fiscal dos valores doados, sem que a empresa não tenha trabalho com isso.

Danilo Alves

Danilo é jornalista formação com pós-graduação em Marketing Digital e Novos Novos Negócios. Trabalha no marketing digital da Bossa Nova Investimentos, o Venture Capital mais ativo da América Latina.