Curitiba ficou em primeiro lugar como maior potencial de desenvolvimento tecnológico do país, segundo o Ranking Connected Smart Cities 2018, e a prova disso é a startup Certus, que faz parte do portfólio da Bossa Nova. A empresa criou uma plataforma inteligente de gestão de pequenas indústrias e cresceu 300% em 2019, acaba de ampliar sua atuação. A empresa da capital, em parceria com o fundo de investimento catarinense Matriz, passa a oferecer para seus clientes recursos através de uma operação chamada “antecipação de recebíveis”. Estão sendo disponibilizados, inicialmente, R$ 100 milhões do fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC).

A empresa foi fundada por Fábio Ieger, que teve uma trajetória difícil de vida. Criado por uma diarista, ele começou a vender picolés aos 11 anos. Aos 16, virou menor aprendiz no Instituto de Tecnologia do Paraná, onde desenvolveu apreço por tecnologia. Há seis anos, após uma tentativa anterior frustrada, ele fundou a Certus Software, especializada na implantação de ferramentas de gestão para pequenas indústrias.

A startup funciona assim. O cliente da Certus precisa se rentabilizar, ou seja, trazer dinheiro para seu caixa. A pequena indústria vendeu a prazo um produto, gerando uma operação de crédito. Como esta empresa só vai receber depois de certo tempo — e está precisando de recursos no momento — ela negocia os direitos de recebimento (antecipação de recebíveis) com a Certus, que empresta à vista, cobrando uma taxa que, segundo a empresa, é abaixo da cobrada pelos bancos, por exemplo.

No ano de 2019, o crescimento da Certus foi de 300% por conta do sucesso do software de gestão inteligente usado hoje por mais de 200 pequenas indústrias. O futuro das gestões, prevê Ieger, está completamente na inteligência artificial.

Foto: Luiz Costa /SMCS.

Startup do portfólio da Bossa Nova cresce 300% em 2019

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.