Alexandre Gonçalves Sousa assume a área de marketing da Everlog

Alexandre Gonçalves Sousa assume a área de marketing da Everlog

Executivo, que tem uma reconhecida trajetória profissional na área de logística, implantará sistemas de gestão de vendas, aquisição e retenção de clientes.

A Everlog, startup paulistana de gestão de logística criada há cinco anos e com clientes da indústria, varejo e e-commerce em várias regiões do país, após ter recebido um aporte de R$ 1,5 milhão, liderado pela Cedro Capital, acaba de anunciar mudanças em sua gestão. Alexandre Gonçalves Sousa está no time dos mais novos contratados e passa a comandar o departamento de marketing da empresa, que atuará simultaneamente com o comercial.

Com formação em Administração de Empresas na Universidade Ibirapuera, Sousa acredita que as ações de marketing e vendas têm que caminhar em paralelo o tempo todo e seu foco é tornar essa coadjuvação entre os setores ainda maior, com o auxílio da tecnologia, ofertando, assim, mais credibilidade aos serviços da empresa que já estão no mercado e que estão por vir, como a nova plataforma de compra de fretes, cuja previsão é de estar disponível para os usuários no início de 2022, fornecendo aos embarcadores acesso direto aos transportadores e principais aplicativos de carga no mercado, sem intermédio algum, garantindo, ainda, estoques abastecidos, com eficiente e rápida circulação de entregas, carregamentos e descargas.

Com uma reconhecida trajetória profissional, o executivo acumula passagens pela Lupeon Serviços e Tecnologia, onde permaneceu por quase três anos atuando como Head of Sales; na Opentech Software e Rastreamento, PV Inova e 3S Tecnologia.

Entre os planos de Alexandre na Everlog, destaque para a implantação do growth marketing (marketing de crescimento), uma habilidade que promete revolucionar a gestão de vendas, aquisição e retenção de clientes. Em sua visão, focar na interligação de todas as áreas da empresa é prioridade para ter novos consumidores – e manter os que já estão em carteira, se tornando referência em sistemas automatizados para que o transporte de cargas deixe de ser um problema para as organizações.

Outro objetivo do recém-contratado é dar continuidade às ações de fortalecimento da marca Everlog como referência em gestão logística, estabelecendo uma identidade sólida e um posicionamento positivo no mercado, se tornando mais resistente à concorrência e, principalmente, expandindo a sua atuação no mercado.

Para colocar os pensamentos em ação, o executivo tem como norte as sete tendências de marketing global de 2022, apresentadas recentemente pela Deloitte e que são úteis para os profissionais de marketing refletirem sobre as estratégias de dados e experiência. São elas:

1- Farol para o crescimento: a expectativa é ir além da maximização dos lucros, passando pela entrega dos produtos, até o engajamento dos funcionários e da comunidade.

2- Publicidade inclusiva: à medida que a população de consumidores se diversifica, por raça e etnia, orientação sexual ou diferenças de habilidade, por exemplo, é imperativo pensar em inclusão social.

3- Construção do motor criativo inteligente: à medida que a velocidade das mensagens do cliente acelera, a função do marketing se torna complicada. Então, é necessário avaliar as estruturas de equipes internas e parcerias externas.

4- Encontrar o cliente em um mundo sem cookies: conforme os cookies de terceiros diminuem, a previsão é que em aproximadamente dois anos a forma como as empresas criam estratégias para aquisição e fidelização de clientes no ambiente digital mude completamente. Então, fica a cargo dos profissionais de marketing reconsiderar sua prospecção digital, alcance do cliente e estratégias de medição.

5- Projetar uma experiência de dados que prioriza o ser humano: há uma linha tênue entre útil e assustador quando se trata de implantar dados de clientes. E para os profissionais de marketing que buscam construir essas experiências dinâmicas, várias considerações devem ser avaliadas para garantir que eles estejam cultivando a confiança ao longo do caminho, capacitando o cliente a controlar sua própria jornada de dados.

6- Elevar a experiência híbrida: com muitas empresas procurando investir em experiências híbridas para aumentar a personalização, inovação e conexão, a hora é propícia para que as necessidades humanas sejam colocadas no centro, tornando suas experiências físicas e digitais tão ágeis e flexíveis quanto os consumidores esperam.

7- Incrementar o atendimento ao cliente com inteligência artificial (IA): é imperativo implementar e otimizar a IA na experiência do cliente para capacitar, em vez de mudar, os agentes de contato, substituindo os centros de custo por geradores de receita.

Danilo Alves

Danilo é jornalista formação com pós-graduação em Marketing Digital e Novos Novos Negócios. Trabalha no marketing digital da Bossa Nova Investimentos, o Venture Capital mais ativo da América Latina.