Certus Software é finalista de programa do Ministério da Ciência e Tecnologia

Certus Software é finalista de programa do Ministério da Ciência e Tecnologia

Curitibana Certus Software está entre as 30 finalistas do IA² MCTI, programa que objetiva apoiar projetos de pesquisa e desenvolvimento orientados para soluções em Inteligência Artificial

A Certus Software, empresa de Curitiba (PR) que desenvolveu um ERP voltado para indústrias de pequeno porte, está entre as 30 finalistas do IA² MCTI, programa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) que tem por objetivo apoiar projetos de pesquisa e desenvolvimento de soluções em Inteligência Artificial.

O programa prevê o investimento de aproximadamente R$ 10 milhões em 30 projetos que tenham como foco os setores do agronegócio, cidades inteligentes, indústria e saúde. De 736 candidatos inscritos, 30 já foram selecionados e divulgados pelo ministro Marcos Pontes no canal do MCTIC no YouTube e receberão até R$ 200 mil de aporte. Na segunda fase, está previsto o aporte adicional de até R$ 300 mil para os 15 finalistas. O resultado deve ser divulgado até o final do primeiro semestre de 2021.

Com seis anos de atividades, a Certus recebeu investimentos da Bossa Nova, de João Kepler e Pierre Schurmann; e da IVP de Fabricio Bloisi e Bruno Rondani, além de passar pela aceleração da Baita Aceleradora, na Unicamp.

Para auxiliar ainda mais os cerca de 300 clientes, entre pequenas indústrias dos setores metalmecânico, químico, cosméticos e alimentício, distribuídas em cinco estados, sendo eles São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a Certus criou um banco digital para oferecer empréstimos com taxas de juros mais competitivas para os empreendedores que não conseguiram o crédito emergencial disponibilizado pelo Governo junto aos bancos privados. “Oferecemos, além da antecipação de recebíveis, empréstimos para capital de giro, financiamento para vendas de mercadorias, aquisição de máquinas, matérias-primas e empréstimos consignados para os funcionários. Temos estrutura organizacional e economia para ofertar acesso a dinheiro barato aos nossos clientes”, destaca Fábio Ieger, CEO da Certus.

Ieger afirma que o plano é alavancar ainda mais os negócios no próximo ano, com expansão territorial para os estados do Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo e também Goiás. “A projeção de crescimento da Certus é de dez vezes o seu formato atual. Se levarmos em consideração o crescimento da base, podemos estimar em até 30 vezes. Estamos com várias vagas de trabalho abertas, desde atendimento, programação e analistas de crédito”, comemora.

O empresário ficou muito satisfeito por ter ficado entre os 30 finalistas do IA² MCTI e acredita que o projeto do banco digital da Certus tem potencial para ficar entre os 15 primeiros. “Hoje, a maioria das pequenas indústrias não tem limite e/ou score para realizar empréstimos com os grandes bancos e nossa plataforma dá acesso a esse crédito, de modo que estamos ajudando muitas indústrias a se manterem ativas e, principalmente, manter seus empregados”, finaliza Ieger. *Fábio Ieger é empreendedor e apaixonado por tecnologia. Administrador de empresas, sabe o quanto é desafiador o dia a dia para manter um negócio em atividade em um país com instituições financeiras que em nada ajudam o pequeno e médio empresário. Para levar soluções sustentáveis e realista a esse público, fundou a fintech CERTUS, que utiliza dados do seu software de gestão para conceder empréstimo e capital de giro para os que mais necessitam de ajudam, e esbarram em análises injustas. Para mais informações, acesse https://www.certus.inf.br/

Danilo Alves

Danilo é jornalista formação com pós-graduação em Marketing Digital e Novos Novos Negócios. Trabalha no marketing digital da Bossa Nova Investimentos, o Venture Capital mais ativo da América Latina.